terça-feira, dezembro 7Conteúdo Relevante pra Você

Exposição “Terra à vista e Pé na Lua”

Fonte: MHN

Pessoal, estou invadindo a segunda feira, porque tem tanta coisa boa para ver no Brasil, de exposição a circuito de cinema. Então vamos abrir espaço na nossa série para falar sobre a exposição em homenagem a Ziraldo. E vou confessar se tivesse na cidade eu iria, porque amo e fez parte da minha infância.

A exposição “Terra à vista e Pé na lua” abre as comemorações dos 100 anos do MHN no próximo ano e tem como foco a aventura humana rumo ao desconhecido, pelo olhar visionário e atemporal de Ziraldo.

Artista cuja produção se faz presente no imaginário de brasileiros e brasileiras de todas as idades, a exposição, que também homenageia os 90 anos de Ziraldo em 2022, leva o visitante a livros, personagens, ideias, e mesmo objetos de trabalho, que marcam a trajetória de Ziraldo.

Das navegações marítimas até as conquistas espaciais, o trabalho do artista se une conceitualmente às coleções do Museu Histórico Nacional via códigos QR espalhados ao longo da cenografia.

A curadoria e direção de arte são de Adriana Lins e Guto Lins, que contaram com o apoio e a participação do Instituto Ziraldo. A cenografia é assinada por Susana Lacevitz e Philppe Midani.

Pátios e galerias de exposições temporárias do térreo do Museu Historico Nacional servem de espaço para as criações de Ziraldo. No pátio Minerva, painéis, alguns medindo até dois metros, reproduzem histórias e personagens de Ziraldo, como o Menino Maluquinho e Zeróis.

No pátio dos Canhões, transformado em “praça da Amizade”, os canhões ‘atiram’ flores e é ‘habitado’ por personagens de Ziraldo em escala humana.

Nas três salas que a exposição temporária ocupa, o visitante vai conhecendo um pouco da história do artista -como a sua chegada ao Rio, o início da carreira, o trabalho na imprensa e o reconhecimento nacional – enquanto mergulha no universo de Ziraldo e de suas criações em diferentes suportes, como quadrinhos, tirinhas, cartazes e livros.

No dia 30 de novembro, acontece a atividade on-line “O alfabeto começa com Z”, voltada para pesquisadores e professores da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Posteriormente, o encontro ficará disponível no canal do YouTube do MHN para acesso público.

A exposição já pode ser visitada, ela foi aberta ao público no dia 20 de novembro de 2021 vai até o dia 20 de fevereiro de 2022, acontece de quinta a sábado, das 10h às 16h. A entrada é franca e não há necessidade de retirada antecipada de ingressos.

Para ter acesso às dependências do museu, o uso de máscara é obrigatório, assim como a apresentação do comprovante de vacinação contra a covid-19, de acordo com Decreto da prefeitura do Rio.

Plusber| Cultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *